Passar para o conteúdo principal

Estudos de eficácia

Uma vez selecionadas as estirpes probióticas com base nos critérios de gastro-resistência, adesão à mucosa intestinal e viabilidade/estabilidade ao longo do tempo (consultar Seleção das estirpes probióticas - a carta HQM), elas são submetidas a estudos destinados a validar a sua aplicação clínica e as doses necessárias para que tenham o efeito desejado.
Estes estudos são levados a cabo pelas equipas de investigação da PiLeJe em colaboração com outros laboratórios e organismos de investigação (por exemplo, o Inserm e o Institut Pasteur de Lille).

Testes in vitro e in vivo

Os testes in vitro constituem a primeira etapa na seleção das estirpes probióticas para uma dada aplicação.  São usados, por exemplo, para selecionar as estirpes probióticas capazes de limitar o crescimento das bactérias patogénicas responsáveis pela diarreia (Figura 1) ou as que podem estimular a produção de mediadores anti-inflamatórios em pessoas com disbiose (Figura 2).

Figura 1

Objetivo:

Inibição do crescimento de dois agentes patogénicos frequentemente implicados na diarreia do viajante, Salmonella typhimurium e Escherichia coli, por diferentes estirpes.

Resultados:

Estas 3 estirpes probióticas são capazes de reduzir em 80% duas das bactérias responsáveis pela diarreia do viajante.

Figure 1

Figura 2

Objetivo: 

Capacidade de determinadas estirpes para estimular a produção de citocinas de tipo Treg (IL-10).

Resultados:

As estirpes probióticas Lactobacillus salvarius LA302 e Bifidobacterium lactis LA304  são capazes de estimular a produção da citocina anti-inflamatória IL-10.

Figure 2

No seguimento de testes in vitro promissores, são realizados estudos em animais de laboratório - são os estudos in vivo. 
Estes estudos são usados, por exemplo, para testar uma mistura de estirpes probióticas selecionadas em animais com colite inflamatória ou infetados com candida albicans.
Estes estudos são publicados internacionalmente em revistas científicas especializadas, como o World Journal of Gastroenterology.

Estudos clínicos

O laboratório PiLeJe realiza estudos clínicos.

O laboratório PiLeJe realiza estudos clínicos e de observação dos produtos que comercializa.
Estes estudos são realizados em parceria com hospitais universitários, unidades do INRA (Instituto Nacional Francês de Investigação Agrícola) e unidades do CNRS (Centro Nacional Francês de Investigação Científica) e são utilizados para recolher informação sobre a eficácia clínica das soluções de saúde da PiLeJe

Um ensaio clínico com dupla ocultação* realizado em 100 doentes com síndrome do cólon irritável (definida segundo os critérios de Roma) mostrou que uma mistura de 4 estirpes probióticas selecionadas para aliviar a obstipação e dor abdominal dos pacientes era mais eficaz que um placebo.
*Referência bibliográfica; “A double blind randomized controlled trial of a probiotic combination in 100 patients with irritable bowel syndrome”, Gastroentérologie Clinique et Biologique, março de 2008, Vol.32,147-152. S Drouault-Holowacz, S Bieuvelet, A Burckel, M Cazaubien, X Dray, P Marteau

Thumbnail

Os estudos que publicámos na área das microbiotas

  • Drouault-Holowacz S, Foligné B, Dennin V, Goudercourt D, Terpend K, Burckel A, Pot B. Anti-inflammatory potential of the probiotic dietary supplement Lactibiane Tolérance: in vitro and in vivo considerations. Clin Nutr. 2006;25(6):994-1003.
  • Nébot-Vivinus M, Harkat C, Bzioueche H, Cartier C, Plichon-Dainese R, Moussa L, Eutamene H, Pishvaie D, Holowacz S, Seyrig C, Piche T, Theodorou V. Multispecies probiotic protects gut barrier function in experimental models. World J Gastroenterol. 2014 Jun 14;20(22):6832-43. 
  • Holowacz S, Guigné C, Chêne G, Mouysset S, Guilbot A, Seyrig C, Dubourdeau M. A multispecies Lactobacillus- and Bifidobacterium-containing probiotic mixture attenuates body weight gain and insulin resistance after a short-term challenge with a high-fat diet in C57/BL6J mice. PharmaNutrition. 2015 Jul;3(3):101-7. 
  • Neau E, Delannoy J, Marion C, Cottart CH, Labellie C, Holowacz S, Butel MJ, Kapel N, Waligora-Dupriet AJ.Three Novel Candidate Probiotic Strains with Prophylactic Properties in a Murine Model of Cow's Milk Allergy. Appl Environ Microbiol. 2016;82(6):1722-33. doi: 10.1128/AEM.03440-15.
  • Holowacz S, Blondeau C, Guinobert I, Guilbot A, Hidalgo-Lucas S, Bisson JF. (2016) Antidiarrheal and Antinociceptive Effects of a Probiotic Mixture in Rats. J Prob Health 4: 155. doi: 10.4172/2329-8901.1000155
  • Van Hul M, Geurts L, Plovier H, Druart C, Everard A, Ståhlman M, Rhimi M, Chira K, Teissedre PL, Delzenne NM, Maguin E, Guilbot A, Brochot A, Gerard P, Bäckhed F, Cani PD. Reduced obesity, diabetes and steatosis upon cinnamon and grape pomace are associated with changes in gut microbiota and markers of gut barrier. Am J Physiol Endocrinol Metab. 2017 Sep 5:ajpendo.00107.2017. doi:10.1152/ajpendo.00107.2017
  • Holowacz S, Blondeau C, Guinobert I, Guilbot A, Hidalgo S, Bisson JF. Lactobacillus salivarius LA307 and Lactobacillus rhamnosus LA305 attenuate skin inflammation in mice. Lactobacillus salivarius LA307 and Lactobacillus rhamnosus LA305 attenuate skin inflammation in mice. Beneficial Microbes 2018, Vol. 9, No. 2, pp. 299-309
  • Alard J, Peucelle V, Boutillier D, Breton J, Kuylle  S, Pot B, Holowacz S , Grangette C. Probiotic strains with a high potential for inflammatory bowel disease management identified by combining in vitro and in vivo approaches. Beneficial Microbes 2018, Vol. 9, No. 2, pp. 317-331 
  • Holowacz S, Guinobert I, Guilbot A, Hidalgo S, Bisson JF. A mixture of five bacterial strains attenuates skin inflammation in mice. Antiinflamm Antiallergy Agents Med Chem. 2018 Aug 13.
  • Drouault-Holowacz S, Bieuvelet S, Burckel A, Marteau P. A double blind randomized controlled trial of a probiotic combination in 100 patients with irritable bowel syndrome. Gastroenterol Clin Biol. 2008;32(2):147-52.