Passar para o conteúdo principal

O desenvolvimento de ingredientes específicos

As equipas de investigação da PiLeJe, com a sua experiência especializada e os seus conhecimentos de Micronutrição, realizam há muitos anos estudos com vista a desenvolver novos ingredientes e encontrar formas de melhorar a assimilação dos micronutrientes. 

“Vetorização” de ingredientes

O termo vetorização é usado para descrever todos os mecanismos utilizados para modificar a distribuição de um ingrediente ativo. Por exemplo, combinando o ingrediente com outra substância ou revestindo-o com uma matriz gorda para que atravesse mais facilmente a membrana mucosa digestiva. 

Consoante os ingredientes, são usados diferentes “meios” de transporte para permitir a entrada no organismo, o que levou à conceção de vários “vetores”. Estes vetores podem ser considerados como portadores dos ingredientes ativos.

Vejamos, por exemplo, o que acontece com um mineral como o ferro ou o magnésio.

A não ser que seja de origem animal (consumido como carne ou peixe), o ferro tem uma fraca assimilação pelo organismo, até mesmo quando ingerido sob a forma de suplementos alimentares ou medicamentos. 

Os medicamentos indicados para o défice de ferro contêm, por isso, uma grande quantidade deste mineral para compensar a sua baixa biodisponibilidade. Contudo, este elevado teor de ferro causa frequentemente reações adversas como fezes escuras, obstipação ou dor abdominal. 

Thumbnail

Para otimizar a assimilação do ferro e aumentar a eficácia de suplementos com baixo teor de ferro, o centro de especialização em ingredientes da PiLeJe criou um “vetor” específico.
Este ingrediente específico, quando combinado com o ferro, potencia a sua assimilação digestiva ao mesmo tempo que impede reações adversas como a obstipação.  

Da mesma forma, para aumentar a tolerância ao magnésio, dado que este mineral pode às vezes causar diarreia, as equipas de investigação da PiLeJe criaram outro vetor que aumenta a absorção do magnésio pelo aparelho digestivo. 
Foi registada uma patente para este ingrediente, que se baseia num hidrolisado de proteínas do arroz: é o Hypro-ri®. 

Hypro-ri®, um ingrediente patenteado pela PiLeJe

O centro de especialização em ingredientes da PiLeJe criou o Hypro-ri® no âmbito dos seus esforços para investigar a vetorização de minerais. Este “hidrolisado de proteínas do arroz” é produzido pela hidrólise enzimática controlada de proteínas do arroz.

O produto é constituído por oligopéptidos, um tipo de proteína pequena composta por 2 a 3 aminoácidos.  Dado estes oligopéptidos serem facilmente assimilados pelo organismo, a sua complexação com minerais como o magnésio ou o zinco aumenta a absorção do mineral pelo tubo digestivo. 

A complexação “liga” o mineral ao oligopéptido para que, para além das suas vias de entrada normais no organismo, o mineral possa também utilizar as vias de entrada que são específicas dos oligopéptidos, aumentando assim o seu nível de absorção pelo organismo. 

Desenvolvimento de novos ingredientes

A PiLeJe investe também na procura de novos ingredientes. Dois exemplos disto são o Porphyral HSP® e o sulforafano.    

O Porphyral HSP® foi patenteado pela PiLeJe

É extraído de um género de alga, Porphyra, que foi minuciosamente estudado pelo departamento de investigação da PiLeJe. Esta alga tem a particularidade de se ter adaptado a condições ambientais extremamente hostis (exposição ao calor, radiação UV, alternância entre ambiente seco e imersão em água, consoante a maré) através do desenvolvimento de mecanismos de resistência específicos. 

Thumbnail

Os estudos e análises desta alga in vitro e in vivo revelaram que tem a capacidade de segregar “proteínas de stress” rapidamente e em grandes quantidades. 

Estas proteínas de stress, também chamadas proteínas de choque térmico (HSP) são segregadas naturalmente pelas células em resposta à exposição a condições de stress extremas: calor (p. ex. ao sol), infeção, trauma (p. ex. resultante de exercício físico...) ou ao stress causado por fatores ambientais (poluição, metais pesados...), etc. Estas proteínas têm duas funções fundamentais: a eliminação de resíduos celulares e a proteção e reparação, nomeadamente devido às suas propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes e aos seus efeitos nos radicais livres. 

O desenvolvimento deste ingrediente patenteado, que é agora incluído como ingrediente importante de vários produtos de saúde da PiLeJe, foi resultado de muitos anos de investigação.

O processo de extração específico do sulforafano

O sulforafano é um composto que contém enxofre naturalmente existente nos brócolos, que tem um efeito desintoxicante nos pulmões.   O produto extraído sofre, porém, uma degradação rápida quando exposto ao ar e não pode portanto ser utilizado nesta forma. 

Para resolver este problema, as equipas de investigação da PiLeJe identificaram e desenvolveram um processo de extração específico que permite isolar tanto o precursor do sulforafano - o glucorafano - como a enzima que converte o glucorafano em sulforafano. 

Foi ainda necessário desenvolver uma forma farmacêutica específica e adaptada para proteger os ingredientes durante a sua passagem pelo estômago e ativar a conversão enzimática no local correto e na devida altura.