Passar para o conteúdo principal

Compreender a origem dos distúrbios

As principais funções metabólicas do organismo

Sono de qualidade deficiente, distúrbios do humor, fadiga, problemas de pele ou da circulação, infeções recorrentes, dor musculoesquelética...a maioria destes sintomas pode estar associada a défices de algumas das principais funções metabólicas do organismo. 

Os progressos científicos alcançados nos últimos vinte anos tornaram possível compreender o papel fundamental desempenhado pelos micronutrientes. Por exemplo, uma coenzima é um tipo comum de micronutriente que é necessário para o funcionamento ótimo do nosso organismo. 

Qualquer desequilíbrio ou défice no consumo de micronutrientes pelo organismo pode afetar o funcionamento das células que formam tecidos ou órgãos específicos. 

Thumbnail

O estudo da Micronutrição baseia-se numa compreensão destes mecanismos (a chamada fisiopatologia).

Especificamente, a Micronutrição trata de analisar as quatro principais funções que são essenciais para uma boa saúde.

O aparelho digestivo

É aqui que os alimentos que ingerimos entram pela primeira vez em contacto com as nossas células.

Para assegurar que tudo funciona como é devido, este ecossistema, no qual a microbiota desempenha um papel importante, tem de proporcionar uma barreira contra agentes patogénicos e permitir ao mesmo tempo a boa assimilação de todos os nutrientes presentes nos alimentos.

Thumbnail

O cérebro

De um ponto de vista nutricional, o cérebro necessita sobretudo de aminoácidos, derivados de proteínas, que são usados como precursores na síntese de neuromediadores.

Estes últimos, que são necessários para a transmissão de impulsos nervosos, são fundamentais para o nosso organismo poder regular o humor, o sono e o comportamento em geral. O cérebro necessita também de lípidos, que são componentes essenciais dos neurónios.

Thumbnail

Proteção das células

As células são permanentemente atacadas pelos radicais livres. O consumo de uma quantidade suficiente de alguns micronutrientes chamados antioxidantes limita esta agressão inibindo a ação dos radicais livres.

Thumbnail

Comunicação intercelular

Esta função permite que os nossos tecidos e órgãos comuniquem eficazmente. Para isto, a membrana que envolve as células é especialmente importante visto que é através dela que os nutrientes e os micronutrientes entram nas células e as hormonas, os neuromediadores e as substâncias inflamatórias ou anti-inflamatórias necessárias para nos manter saudáveis são libertadas. 

As membranas das células são constituídas por lípidos e especialmente por ácidos gordos poli-insaturados. São elas que controlam a fluidez e a permeabilidade da célula e as trocas celulares. Daí a sua importância e a necessidade de assegurar que o organismo recebe uma quantidade suficiente de omega-3, um ácido gordo essencial, que desempenha um papel fundamental na prevenção de numerosas patologias.

Thumbnail

Para mais informação sobre os vários micronutrientes essenciais para uma boa saúde, veja Os papéis chave dos micronutrientes